jusbrasil.com.br
16 de Setembro de 2019

Quais as características de um líder bem-sucedido?

Contabilidade Cidadã, Contador
Publicado por Contabilidade Cidadã
há 4 meses

Boas lideranças são fatores fundamentais para o sucesso de empresas, organizações e grupos. E engana-se quem acredita que uma boa liderança é baseada apenas em autoridade. Neste texto, iremos falar sobre as características de um líder bem-sucedido. Quer saber mais? Acompanhe conosco.

O aspecto plural da liderança


Uma boa liderança é baseada em características pluralidade e diversidade. Assim como os subordinados são pessoas diferentes entre si, com distintas qualidades e fraquezas, o líder também deve ser aberto, flexível e resiliente para o trato com todas as pessoas. Essa pluralidade se materializa através de algumas características que iremos mencionar nos próximos itens. Veja:

Sensibilidade


O bom líder é uma pessoa sensível. Não do ponto de vista da fragilidade ou da fraqueza, mas sim, da capacidade de perceber o que acontece à sua volta. O bom líder precisa perceber as coisas boas e ruins que acontecem à sua equipe, as oportunidades que o time deve aproveitar, bem como os riscos que precisa evitar. Precisa ter a sensibilidade de saber ouvir seus colaboradores e dialogar com eles de maneira igual, sem prepotência ou arrogância.

Firmeza


Ao passo que o líder deve ser sensível para ouvir e tratar com humanidade as questões relativos à sua equipe, ele também precisa ser firme em suas decisões e atuar com justiça, tanto para elogiar, como para punir ou corrigir, sempre que necessário. Essa firmeza não deve ser confundida com autoritarismo. O bom líder não é aquele que dá ordens ou repreende, mas sim, o que convence, dialoga e se impõe pelo respeito.

Conhecimento técnico


Não existe milagre no mercado: resultado é baseado em conhecimento. Não é achismo, não é mera genialidade, e nem apenas visão. O bom líder sempre conta com um bom conhecimento técnico em seu acervo intelectual. Ele sabe de mercado, sabe de liderança, sabe de valores e de dinheiro, de gestão de pessoas, de planejamento e elaboração de projetos, enfim: ele sabe e estudou para isso. Certamente há exemplos de líderes bem-sucedidos autodidatas ou com pouca técnica, mas eles são a exceção, e não a regra.

Leia também: Como emitir a certidão negativa do ITR?

Intuição


Porém, um bom líder deve também contar com a intuição. Claro, um pensamento intuitivo não deve ser o único fator a se levar em conta para tomar uma decisão, mas ele pode ser um bom insight da ação a ser levada a cabo. Por isso, um bom líder precisa dar ouvidos à sua intuição, para que depois possa comprová-la a partir da experiência e da estatística. Decisões intuitivas já levaram empresas a ganhar milhões, por isso, não se pode ignorá-las.

Humildade


Muitos líderes sentem-se erroneamente em uma situação de superioridade em relação aos seus subordinados. Embora o líder esteja acima no organograma da empresa, e normalmente também ganhe um salário melhor, ele deve enxergar seus liderados como colegas, e nunca como subalternos. Dos colaboradores podem vir várias ideias e insights valiosos para a equipe, e os esforços dos funcionários sempre devem ser reconhecidos.

Gostou deste texto e quer saber mais? Acesse outros de nossos conteúdos no site!

Edição Blog Contabilidade Cidadã

0 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)